domingo, 16 de setembro de 2012

Um reencontro com Deus. (mensagem recebida em: 16/09/12)

                                                       
Atualmente a humanidade sofre bastante por não querer encontrar aquilo que é primordial, a sua parte eterna. Cabe a todos vocês se darem ao trabalho de procurar sempre que puderem essa porção da divindade que repousa em vossas almas. Sentimos um grande vazio por não percebermos em nossos corações esse humilde, porém, grande amor que há dentro de nós. Assim, cabe a nós estarmos diante de uma situação que nos dê esse contato, um momento nos dias de vocês já é algo importante para fazer a diferença, mas esse momento deve ser honrado para que seja válido, e para que as palavras ditas sejam realmente ouvidas pelo nosso Fiel Mestre Jesus, devemos limpar o coração de todo e qualquer ressentimento ao próximo. Eu realmente me sinto honrado em poder dar uma palavra a tantas pessoas que podem finalmente recomeçar em suas vidas um reencontro diário com Deus Pai. Sejam felizes encontrando ao Senhor em suas vidas, ele trará muitas felicidades e não apenas objetos e adereços. Deixem de lado a vossa ansiosa angústia que a cada dia consome toda a vossa energia vital que é tão valiosa para manterem-se alertas aos inimigo. Precisam acreditar que existe algo além da humanidade que sonda vossos corações e vossas mentes tão tribuladas. Nunca antes se viu tamanha falta de zelo e amor próprio por causa da fatalidade de ostentarem muito mais que possuem em verdades e sabedorias. Precisam urgente de um remédio, a humildade, para saberem que são tão pequenos diante do Pai que uma rajada de sua fúria os faria enterrarem-se nos recantos da escuridão. Sinto muito se para auxiliá-los seja preciso mencionar certas palavras esdrúxulas que até lhes causam certo pesar, porém, a verdadeira mensagem daquele que veio dar a Graça à humanidade dizia: “humilhai-vos e serão exaltados!”; na verdade o que vem sendo feito é o contrário, exaltam-se, como se isso valesse mais que a própria percepção do que realmente são, simples criaturas, seres mesquinhos, frios, nem mesmo importando-se com a miserável vida de alguns, ao passo que buscam no luxo um capricho a mais para tudo que já possuem.
Fiquem no amor e na luz do Espírito Santo de Deus.

C.