sábado, 19 de maio de 2012

Um Relato na Eternidade(Mensagem Recebida em 19/05/2012)



Aos 15 anos de idade, mais especificamente em 1979, era um jovem ativo e bem descolado. Sempre fui popular na escola e todos me tinham muito apreço. Tive as namoradas mais bonitas e todos desejavam muito a minha condição.Frequentei os melhores lugares da época. Shows de dar inveja a qualquer jovem da época. Os jovens naquele tempo eram muito reprimidos, ninguém podia ficar até tarde na rua sem receber uma batida da políca, quase sempre corrupta e cheia de más intenções. Meus pais, coitados, preocupados ao extremo com aquela vida que eu levava me deram de um tudo em oportunidade. Tive os melhores livros para estudar e apesar das condições não muito favoráveis, tive os melhores mestres a me ensinar as coisas do mundo em termos de estudo. Eu, na minha ignorância juvenil sempre deixava meus professores extremamente irritados pela minha falta de interesse e minha displicência em realizar minhas obrigações. Aos 23 anos fui trabalhar em uma loja de artigos importados. Começavam a chegar ao Brasil os primeiros produtos oriundos da China e outros países do oriente médio. A febre do importado tomava conta do país, e eu, que nada quis com estudos, fui trabalhar para sustentar meus pequenos vícios. Sim, eu bebia, fumava e estava sempre disposto a uma boa farra com os amigos. Coloquei-me como sem alternativas para um futuro descente e me entreguei ao mundo que me pregou uma peça. Quando completei meus 27 anos, ainda não tinha nada de meu. Morava só de aluguel no subúrbio de São Paulo, tinha só o básico, que para mim era muito, considerando que não parava em casa. Ou era trabalhando, ou era farreando. A noite paulista sempre foi muito atrativa para jovens como eu. Em uma dessas noites em que saí com amigos para uma festividade numa praça, fui surpreendido com uma forte dor no peito que me deixou deveras tonto e sem reação. Meus amigos inebriados pela bebida alcóolica, não se deram conta que eu estava tendo um ataque cardíaco. Me sentei e esperei um pouco para ver se a dor passava, pedi a um de meus amigos que me levassem para casa, mas como? Todos praticamente sem consciência, devido à bebida alcoólica, não se davam conta da aflição em que me via. Comecei a ficar agoniado com a situação quando meu nariz começou a sangrar e me vi sozinho, no meio de uma multidão de jovens desorientados e cheios de droga em seus organismos. Cambaleei por uns cinco quarteirões e caí em uma esquina onde perdi a consciência. Um homem que passava no local perguntou se eu estava bem, vi dele somente a silhueta, e lhe informei que estava passando muito mal. Para minha surpresa o homem começou a retirar meus pertences , inclusive meus sapatos e me deixou agonizante na rua. Foram horas de muita dor e aflição. Revezava momentos de aflição, dor e perda de consciência. Minha cabeça parecia que iria explodir. Então apaguei de vez, não lembro por quanto tempo. Ao acordar me senti estranho, estava em um local escuro com luzes vermelhas, e silhuetas de criaturas extremamente feias passeavam ao meu redor. Só conseguia correr, corri muito enquanto tais criaturas riam e zombavam da minha cara. Devo ter passado horas correndo quando parei em um bosque com árvores já bem velhas, levemente sombreadas por uma lua cheia muito bonita. Sentei um pouco para raciocinar, não conseguia conceber o que estava acontecendo nem porque. Comecei a chorar de tristeza e logo me veio a lembrança de meus pais, velhos e doentes, mas acima de tudo lamentosos por ter tido um filho que lhes trouxe tanta tristeza. Fiquei ainda pior, chorei muito por várias horas, foi quando me veio a mente a lembrança de minha avó querida. Ela era muito boazinha e sempre me deu bons conselhos na minha infância, rezava comigo todas as noites e foi então que comecei a rezar nossa oração. Cada palavra saia de minha boca com uma dor inigualável, como nunca antes. Eu estava perdido e pensei muito a esperança de ela e tirar daquela situação. Depois de rezar adormeci, não sei pór quanto tempo. Acordei meio tonto e a primeira imagem que me lembro é de minha vozinha me estendendo a mão e me abençoando. Só conseguia chorar, era a esperança que tanto procurei no fundo da minha alma. Ela me disse : " Tá na hora meu querido, vim te levar...já aprendeu o suficiente". Abracei minha vozinha com tanta força que parecia que iria quebrar-lhe os ossos. Ao soltar-lhe dos braços, estávamos em uma sala cheio de senhores bem carinhosos e vestidos com roupas esquisitas e que vinham me cumprimentar. Um a um fui sendo apresentado e o alívio me consumiu o espírito, estava salvo daquele tormento. Minha vó, que por sinal esqueci de dizer-lhe o nome, chamava-se Adélia e parecia estar ali há vários anos, a julgar pelo tratamento que lhe era dispensado. Ela me levou a uma sala bem iluminada no canto da complexa estrutura ainda estranha aos meus olhos. Lá um senhor sereno com barbas brancas me esperava e me deu um terno abraço. Seu nome era Ezequiel, ele pediu que me sentasse para conversar um pouco, onde óbvio o fiz de pronto, era o mínimo que podia fazer diante do livramento concedido por tão nobres amigos. Começou a me explicar então tudo porque passei desde minha morte, até então desconhecida por mim. Disse que meus vícios mundanos,tão singelos aos meus olhares me levara a tomar parte de um mundo onde outras pessoas se compraziam nestes vícios e se alimentavam  feito animais ferozes de todos meus sentimentos mau encaminhados. Me disse que aquelas criaturas que vi eram semelhantes a larvas que alimentei com minha incúria e falta de cuidado com minha vida se tornando aquelas coisas grotescas. Depois me disse que o arrependimento sincero me levou à minha vozinha Adélia que esperava por mim a algum tempo. Nunca pensei que atitudes tão simples como uma farra ou um momento de luxúria com meus amigos pudesse me trazer tantos problemas. Ezequiel me disse que somos impelidos a estes erros cada vez que deixamos de reconhecer nosso verdadeiro pai, que vela por nós todos os dias. Cada momento que deixamos de orar por um enfermo, ou um doente do mundo, estamos nos aproximando de tais criaturas horrendas. Cada vez que ignorei meus pais foi como um degrau mais baixo que desci rumo à minha evolução espiritual. Pode parecer bobagem, mas aos olhos humanos tudo parece fácil. Quando desencarnamos nosso espírito sente tudo no coração e todas as dores são aumentadas muito, quase insuportável. Espero poder contribuir um pouco para vossas evoluções ainda em vida par que aprendam da melhor forma o que foi preciso sentir para crer que Deus existe. Um grande abraço meus queridos amigos e fiquem com Deus.

Lázaro 

sexta-feira, 18 de maio de 2012



Que a minha misericórdia se estenda a todos aqueles que crêem. Elevem vossos pensamentos até mim e deixem meu santo espírito trabalhar em vossas vidas. É chegado o momento de decidir de que lado deseja passar o restante de vossa eternidade. Todos aqueles que pedem recebem o perdão, porém aqueles que insistem em prejudicar e ludibriar vossos irmãos, está reservando o lugar no fogo do inferno. Muita fé irmãos, é mensagem que vos passo hoje para que não temais o dia de amanhã. repousem vossas cabeças em ombro seguro. Coloquem vossas vidas à disposição do Pai celestial e vejam quão maravilhosa é a sua misericórdia. Deixem de lado desejos insensatos e vontades de fazer coisas que vos afundam ainda mais em vosso orgulho e vaidade. Deleitem-se com a maravilhosa misericórdia divina e vejam como são abençoados aqueles que crêem. Nunca vos dissemos para deixar de viver vossas vidas terrenas. Apenas deixem de lado oportunidades fúteis de prejudicar ainda mais vosso veículo físico, dando margem à satanás e aos seus anjos para tomar-lhe como cúmplice de uma queda sem volta. A palavra que vos deixo hoje é FÉ. Acreditem naquele que mais uma vez chora por vós e pede, suplica, quase implora para que vos arrependeis e deixem o pai cuidar de vossas jornadas. Coragem, muitos já tentaram levar a vida que levam e hoje, estão sofrendo penosas jornadas em locais de muita escuridão e dor. Cuidado meus irmãos, o demônio é astucioso, e como diria um de meus amigos encarnados, acredite que ele existe, pois ele acredita no vosso orgulho e vaidade. Recusem qualquer proposta que não exalte o nome de Jesus como teu único salvador, pensem nele como um pai carinhoso e cheio de amor que não te quer sofrendo. Ele desceu mais uma vez de seu trono por vós. Não o decepcione. Que a luz do espírito santo ilumine vossas vidas.

Caliel

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Aos Trabalhadores(Mensagem Recebida em 16/05/2012)


Fiquem tranquilos. A paz não é algo que se possa comprar, precisa ter fé e aguardar o momento de Deus. Se passas por turbulências físicas, é momento de aprendizado e nada deve ser mudado, pois desde quando o aluno ensina ao mestre o ABC? Jesus Cristo tinha por norte ensinar todas as suas boas obras aos discípulos, porém nada de modo que lhes pudesse tolher o direito de progredir, o direito de ter opinião sobre determinado assunto. As obras a que me refiro são a transformação do mundo e a mudança de paradigma do homem como ser social. Mudar o estado de espírito da humanidade e trazer para perto de si todo o amor divino emanado pelo Pai celestial. Sois pedra preciosa em maná de jóias, escolhidas a dedo pelo próprio Cristo para dar prosseguimento a obra iniciada por ele. Sim, meus amigos e trabalhadores da obra divina, encontrem-se cada vez mais próximo da verdade e ela vos libertará. Elevem vossos sentimentos ao patamar mais alto que se pode chegar, colocando  a prioridade de teu irmão acima da tua, trazendo para si a responsabilidade sobre a vida de outras pessoas mais necessitadas. O trabalho é urgente e exige dedicação sacrifícios de uma vida material tão abençoada, pois em verdade, sabeis que não sofreis nada na frente de vossos irmãos menos afortunados. Levantem-se e procurem escutar a voz que conclama o vosso auxilio para elevar toda a humanidade ao degrau mais alto da evolução. A luz divina brilha sobre todos sem distinção, quando não a compreendem , utilizam proteção, pois incomoda, semelhante a guarda-chuva em vosso plano, enebriando-se de cólera, e esquecendo a que vieste realmente a este mundo. Alegria, meus irmãos, Jesus Cristo já se encontra dentre vós, não esqueçam de encontrá-lo através da caridade sincera para com o vosso irmão. Um grande abraço.

Jorge

terça-feira, 15 de maio de 2012

O Melhor de Todos(Mensagem recebida em 15/05/2012)


Aquele que procura com fé sempre escutará a voz amiga que diz: "Não se aflija, estou aqui...". É a voz de Deus ecoando por entre as dimensões que envolvem vosso plano, utilizando como intermediários amigos sinceros que buscam ajudar de alguma forma em vossa aflições e dificuldades. Nunca se deixem desanimar sem antes procurar em Cristo a resposta para tua aflição. Ao contrário do que possas pensar ele sempre te escuta, e de alguma forma te manda a resposta que tanto precisa. Bem verdade que nem sempre estás apto a ouvir. Seu coração cheio de ansiedade e preocupação te entorpece os sentidos e não te permite ouvir mais longe. A oração sincera de coração aberto é forte arma contra as depressões e desânimos que vós passais todos os dias. Ela te leva frente a frente com o criador e te coloca em seus braços, tal como um pai carinhoso que coloca o filho no colo para lhe acalmar o espírito. Em verdade, sois o filho querido o qual o senhor jamais abandonará. Veja ao teu redor quanto já recebeste em bênçãos e como esteve diante de uma dificuldade de grande proporção, dizendo a si mesmo, como fazer? E a resposta aparecia repentinamente e o crédito era dado ao acaso. Veja como sois desapercebido quando aquela luz te ilumina o caminho que parecia tão escuro, e aquela vontade de chorar te apertava o peito quando estavas só e deprimido. Mas não era choro de desespero, era a sensação de estar em braços paternos, sendo acalentado e recebendo toda a atenção que precisa naquele momento sofrido.Coloque-se em guarda contra esses pensamentos angustiantes de solidão, teu pai maior também se angustia ao vê-lo de forma tão deprimente.Quando tu choras, teu pai celestial também chora. Ele te quer feliz. Quantas vezes pareceu a natureza se curvar diante de uma vontade tua , apenas para que sorrissem por alguns segundos? Sim, era ele, que não queria mais que um sorriso, queria apenas ver-te liberto de tanta angústia. Nem por um segundo gostaria teu pai de ver tuas lágrimas sentidas.
Recebe esse amor com vontade e sensibilidade, procura sentir como és querido e como és especial dentre toda a criação.

Pai João de Aruanda

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Amai-vos(Mensagem Recebida em 14/05/2012)


A verdade sobre muitas de vossas faltas estão ocultas em vossas convivências com vossos irmãos desencarnados. A indulgência para com eles deve ser ainda maior e mais atenciosa, pois se tens dificuldade em relacionar-se com pessoas encarnadas com as quais não tem afinidade, o que dizer de pessoas que não conseguem ver sua presença, mas conseguem sentir seus efeitos? Vejam com muita compaixão a situação de vossos irmãos que partiram e ainda sofrem as amarguras da matéria, não tenham qualquer rancor ou ressentimento para com eles, lembrem-se que um dia podeis estar em situação semelhante, necessitando de um gesto de carinho e solidariedade por parte de um desconhecido. Orem não só por amigos e entes queridos, mas também por essas almas que sofrem muito, por muitas vezes por situações que independiam de vossas atitudes. Somem os esforços aos trabalhadores  do Cristo e auxiliem a recebe-los em vossos corações, pois suas próprias dívidas serão descontadas ao centuplo quando estiveres frente a frente com vosso senhor Jesus Cristo. Amar sem distinção, essa é a lei, não vos enclausurem em vossos mundos orgulhosos e narcisistas cuidando apenas daqueles que lhe são caros. Em verdade te digo, nada que fizerdes que não for em auxílio a irmãos desconhecidos do teu universo, será contado. O plano espiritual hoje sofre a falta de caridade para com as almas que perambulam sobre a terra sofrendo as amarguras de uma existência sem proveito. Pensem nelas diariamente como irmãos menos afortunados que suplicam vosso auxilio sincero nem que seja por uma simples oração. A gota que colocardes neste cálice será multiplicada quando fordes servida a ti na hora do teu julgamento. Que a luz divina resplandeça sobre vossos corações e lhes ensine como amar ao vosso próximo.

Francisco de Assis

Devaneios(Mensagem Recebida em 14/05/2012)



Meus caros amigos leitores façam o quanto antes um esforço no sentido de realizarem mais obras a favor da humanidade e deixem de lado tudo aquilo que não tiver um sentido enobrecedor que irá fazer os vossos espíritos mais compenetrados e melhores. Alcançaremos tudo que realmente tivermos que alcançar sem que para isso precisemos realmente direcionar todas as nossas forças sem que nos reste um momento sequer para trabalharmos em prol da humanidade tão carente de zelo e amor. Vivemos numa agonia incessante porque justamente não colocamos como uma prioridade também, um auxílio ao um pobre doente, a um mendigo qualquer. Sentimentos bastantes descontrolados invadem os vossos intelectos e vos perseguem até que não mais estejam entre os viventes terrestres. Possuímos o maior sentimento dentre as criaturas que é o amor, mas nem mesmo com tamanha qualidade chegamos a estender a mão a quem requer tão pouco para sair da miséria por alguns instantes que sejam. Vejam como somos tão sem amor próprio, muitas vezes deixando de socorrer a um irmão para nos devaneios da vida gastarmos ainda mais nossas energias que já são completamente tomadas para que tenhamos o recurso financeiro. Não deixe que a discórdia tome conta dos vossos dias, aprendam a relevar o que muitas vezes é tão insignificante diante de tamanha grandeza de benefícios aos qual possuem. Um dia a humanidade terá todo o seu entendimento daquilo que realmente importa, mas por enquanto ainda nos resta encontrarmos o amor por meio da busca incessante.


Pai João de Aruanda

Os reajustes familiares(Mensagem Recebida em 14/05/2012)



Não se deixem abater pelo desânimo de vossos corações, é preciso força para lutar contra os que querem destruir a paz e a harmonia em nossos lares, colocando como objetivo principal a sabedoria advinda dos ensinamentos do nosso mestre Jesus, que através de simples palavras nos disse o que é preciso para ir atingir o que necessitamos como seres humanos destinados a moradia celestial. Não valorizemos a discórdia jamais, não permitamos que os outros menos esclarecidos nos ditem como agir e como tratar os nossos irmãos mais próximos. Deixemos que o nosso amor guardado a sete chaves dentro do nosso no coração seja a palavra onde nossos pensamentos repousem e despertem para o bem maior. Nunca antes foi vista tanta desarmonia entre familiares e é a hora de nos prepararmos ainda melhor já que isso é apenas o começo. Não deixemos que algum ser humano que não nós mesmos tomemos as rédeas de nossas vidas e também não permitamos que nos façam tomar o rumo ao qual não lhes pertencem guiar. É chegada a hora de seguirmos o que Jesus nos instruiu e deixar que toda e qualquer ordem de pensamentos nocivos ao nosso convívio familiar seja superado para dar lugar ao que mais se precisa conjugar dentro de nossos lares que é o amar. Eu gostaria que vocês todos vissem o que se passa nos lares de todo o mundo para que assim pudessem vislumbrar de maneira maior o que realmente está acontecendo ao nosso redor em todos os lugares. Mesmo assim, não podem sentir que adiante de nós nos espera um ciclo de vícios e orgulho ainda maiores do que jamais foi visto. O caos já se encontra sobre a terra e não há o que fazer se não procurarmos nos encontrar em comunhão com as leis de Deus para que não mais tomem o controle sobre vossos corações fazendo assim com que desanimem diante da jornada da vida e da solidariedade diante do Cristo.


Marcos Trevisan