quinta-feira, 3 de abril de 2014

Família, meu tesouro mais precioso


Às vezes precisamos ser fortes diante do mundo ao nosso redor. Sabe, um dia já sentimos falta aqui em casa de velhos hábitos como tomar sorvete na esquina, caranguejada nas quintas, comprar pelo prazer de comprar, dentre tantas outras coisas que nos consomem o cotidiano. Engraçado, de uns tempos para cá já não possuímos tais ambições, nem sequer nos lembramos que existe um mundo fora do nosso cantinho. Brincamos, sorrimos, amamos, tudo dentro da nossa casinha. E o mais interessante, é que quando saímos, em poucos minutos vêm aquela saudade tremenda, vontade de retornar aonde realmente somos felizes. Em que ponto de nossas vida isso começou? Foi quando reencontramos Deus aqui, dentro de casa. Tudo parece mais colorido aqui, é como se ele organizasse a nossa rotina. E mesmo quando esquecemos dele, Ele nos mostra que permanece ali, no sorriso de cada um de nossos pequeninos, nas brincadeiras marotas de minha amada esposa, nos momentos dos jogos em família. Perfeitos? Jamais, nem queremos ser, somos felizes assim, com cada defeitinho que adquirimos ao longo desta longa e dolorosa jornada. A nossa fé mudou, deixou de ser algo invisível para se tornar algo palpável nos carinhos que fazemos uns nos outros. Jesus Cristo deixou de ser personagem bíblico para se tornar protagonistas de nossa felicidade. Estresses, discussões? Sim, e porque não, até mesmo para nos lembrar que ainda não é o céu, mas é um pedacinho dele. A sensação depois de um dia cansativo de trabalho, chegar em casa e receber aquele salto maluquinho de minha querida esposa sobre mim, tal qual uma criancinha de três anos, é impagável. Meu pedacinho de paraíso de quase dois anos gritando estridente: “Papaiêêê!”. Ah, se pudesse pediria bis. Ainda tem meus outros dois anjos que alimentam a minha vida de porquês, de perguntas bobas, mas com palavras graciosas só para chamar minha atenção. E as briguinhas entre eles? Até disso sinto saudades quando estou trabalhando. Você pode me perguntar: E os amigos? E as baladas? E os cinemas? E eu te direi: Tudo que preciso está em um pequenino espaço chamado LAR. Lá eu sou o rei e minha amada a rainha. Lá sou exemplo e referência, me sinto simplesmente o melhor. E quantos a eles? São como as moléculas de oxigênio que respiro, são meu combustível diário para superar as dificuldades, na verdade sem eles não teria motivos para acordar. Acabar não sabem porque sou fanático por Jesus, Ele me deu o maior presente de todos: Minha Família. Amo muito vocês meus queridos, e vou conduzi-los à nossa morada junto ao nosso Pai celestial. Ah, ia esquecendo, pois sei que ela vai ler: Te amo minha vida, e sem você minha existência seria medíocre, você é o melhor de nós e o melhor de mim. Sou seu fã número um, pois você é a luz que resplandece no meu caminho para Deus. 

segunda-feira, 31 de março de 2014

O Verdadeiro Conhecimento



Há muito o que explorar nessa incessante busca por conhecimento que temos. Vamos do místico ao supérfluo, do divino ao maligno, sempre para satisfazer nossos anseios de proprietários do universo. Perguntas vão e vêm aos montes, sempre com um pouco mais de ousadia. Nosso cérebro fervilha, e diante de nós se fecham os portões da sabedoria universal. Só nos resta conjecturar, buscar a ciência e em nossas experiências, respostas que respondam às nossas perguntas. Em verdade, nos satisfazemos com muito pouco, basta um pouco de lógica matemática, ou mesmo uma psicografia de um ser superior para que nos agarremos com unhas e dentes a uma pseudo verdade que nos deixa temporariamente saciados. E então paramos brevemente, descansando nosso cérebro limitado depois de tantas investigações sobre a origem da vida, por exemplo. Ou mesmo para onde iremos depois da morte, se é que morremos, segundo outros teóricos. É nesses pequenos intervalos que nos assola a pior de todas as dúvidas:  “Quem eu sou? Porque estou aqui?”. Será mesmo que fui criado com o simples e inútil propósito de desbancar o criador de tudo? De me tornar superior a tudo que conheço, à perfeição da natureza, o milagre que me fez ser Pai? Não, sinto que algo mais forte me chama, sinto que bem além desta minha limitação medíocre e desta vaidade desmedida, há sim algo muito maior, um ser que se preocupou com cada detalhe do meu nascimento, com cada detalhe de minha vida pessoal e profissional que hoje me gabo tanto ter conseguido “sozinho”. Sim, sinto que alguém muito especial cuida de mim, me elogia, consola, afaga, mas também briga quando erro, se entristece com minhas quedas morais, se preocupa quando me afasto muito. Mas é estranho, não o vejo! Sempre pautei meus conhecimentos pela física e matemática, pelas descobertas arqueológicas, por tudo aquilo que vivi e toquei, mas sinto Ele bem perto. Nada, ninguém jamais vai conseguir me provar isto, será que estou louco? O amor me envolve e nem mesmo sei como encontrá-lo! Acho melhor parar, me tomarão por louco, por fanático, quero ser como os outros, ser elogiado pela minha coerência, pela minha sensatez. Mas se parar como vou adiante? Sempre que chorei senti sua mão em meu coração, sempre que caí Ele me levantou, sempre que sorri Ele me abraçou, mesmo sem ver seus braços, foi o melhor que já recebi. Já sei, vou conversar com Ele em segredo, no meu quarto, antes de dormir, assim ninguém se interfere entre nós. Ah, quão maravilhosas são nossas conversas, nenhuma palavra que já ouvi com meus ouvidos soou tão harmoniosa e deliciosamente em meu coração. Com Ele falo tudo, e me entende! Nunca me recrimina, sempre me aconselha. Me faz tantos carinhos que fico até envergonhado, nem pelo meu pai que me gerou sinto tanto amor. Sabe de uma coisa, cansei de perguntar, cansei de pesquisar, tudo que preciso Ele me responde, e quando quero saber demais Ele me olha e sorri graciosamente balançando a cabeça, posso ver com meu coração. Sabe, acho que vou levá-lo comigo a passear, aonde quer eu vá, não há porque escondê-lo só para mim, me sinto privilegiado, ninguém tem um Pai como Ele. Sim, vou apresentá-lo a todos meus amigos, a todos os meus familiares. E não to nem aí se vão zombar de mim, sei que Ele nunca irá me abandonar,e no fim do dia riremos juntos de todas as nossas experiências, e como é bom...Sou feliz, hoje sou completo, muito prazer, meu nome é “Ser Humano”...Ah, e meu amigo? Descobri seu nome, é Jesus Cristo e Ele mandou dizer que te ama também.