sexta-feira, 1 de novembro de 2013

Sinais do Senhor


“Tendes visto a matança que se submete a humanidade. Vedes o universo clamar de volta o que a humanidade destruiu. Não satisfazem-se em matar-se uns aos outros, a tomar dos próximos e pequenos de meu rebanho, tudo o que têm e até o direito à vida que só a teu Pai pertence, tomá-la e oferecê-la. Apiedem-se dos maus, pois  vêm para eles o meu castigo. Trarei de volta os tempos na terra onde reinava a minha luz e verdade, contra as mentiras do próprio engano que hoje traja vestes límpidas entre vós. Farei cair fogo do céu e as águas jorrarão dos mares, rios e torrentes para salvar os meus escolhidos, mas não antes de queimar os pecados e iniquidades que o astucioso demônio propôs à humanidade. Passarão aqueles dias e a luz voltará a brilhar, mas não antes que eu retorne para tomar o meu trono usurpado pelas mãos do inimigo de vossas almas. A luz que brilha em vosso céu é ameaça à vossa existência, e a temem hoje. Digo em verdade, que deveis ter mais medo do mal que fazem uns aos outros, da perseguição do caminho das trevas, e dos acordos firmados com o inimigo em prol de uma vitória falsa, de caminhos que não tardam ficar à escuridão. Toda uma constelação se aproxima de vosso plano e naquela mais brilhante estrela é onde refugiarei meus escolhidos. Não tenhais medo pelo que não conheceis, pois reservo para meus filhos só o melhor. Apavoreis-vos com o tão conhecido entre vós, que destrói o mundo inundando vossas almas com o mal. Não olheis para o céu que vos dei temendo que ele trame contra a criação. Temeis toda a facilidade de entregar-se aos caminhos do inimigo de vossas almas. Orai e vigiai, diz o teu Pai, permanecei em mim e eu permanecerei em vós, não permitirei que te enganes o mundo, e o demônio que cega, ensurdece o mundo, meus filhos. Ficai atentos aos tempos que vos falo, pois naqueles que são três, serão os tempos em que banharei a humanidade com o sangue que derramei na cruz. Os que forem perseguidos por meu nome, os que deles for retirado sangue e lágrimas, estes serão os mais amados de meus escolhidos. Por isso digo-vos, que nenhuma perseguição humana ou demoníaca seja maior que tua fé nas minhas promessas, pois a vós reservo o que é de mais belo em meu paraíso. Aguardo sofrido,a passagem por vossa habitação terrena, e imensa saudade de teu Pai a espera de cada um de vós que não esqueceu a morada eterna.”

Deus todo poderoso lhes oferte a fé sem fim, a humildade e os conforte quando chegarem aqueles dias.