domingo, 20 de setembro de 2015

Maria Santíssima rogai por nós...

Amigos do peito,
Normalmente esse amigo se refere a vocês sempre tentando alegrar um pouco seus dias, mas hoje preciso dizer algumas palavras importantes aos seus corações.
São tempos difíceis, nós, homens, nunca estivemos tão egoístas, violentos e insensíveis. São milhares de choros diários provocados por nós direta ou indiretamente. Seja por pessoas honestas ou nas famílias daqueles que infringiram a lei. Trago pois a vocês minha experiência pessoal, nada de tentar converter ninguém, ou mesmo convencê-los disso ou daquilo. Peço apenas que me escutem. Muitas reflexões tem passado pela minha cabeça ultimamente, contas, dificuldades no trabalho, filhos doentes, e na minha fraqueza me senti preocupado, não por mim mas pela família que amo demais. Eis que no auge das minhas preocupações me senti abraçado fortemente, sabe aquele abraço de mãe quando a gente chorava ainda pequeno? Pois é, e pus-me a fazer o ofício de Nossa Senhora, Maria Santíssima. Me sobreveio então uma emoção indescritível, minhas forças voltaram e renasci espiritual e materialmente para enfrentar as tribulações do dia a dia. Sim, foi ela, a mãe das mães, aquela que sempre está para nos amparar quando caímos, a nos consolar quando choramos, a nos afagar a cabeça diante das dificuldades. Ah, minha gente, queria poder descrever pra vocês o que senti, poder mostrar como estava e como estou. Não é fé, é presença real, Ela me fala diariamente sobre tudo em meu coração, como Jesus é maravilhoso, quanto Ele espera de nós e o que espera de nós. Rezem, orem, se dirijam a Deus sempre, mas se lembrar-se desse amigo véi faça uma pequena oração a mãe de Deus, a rainha dos anjos, aquela que sempre será por ti, mesmo quando fores realmente falho e impotente. Ela te quer como filho, peça sua intercessão em suas angústias, suas tribulações, suas inquietações. Ela sempre estará lá meus amigos, eu garanto, se a fé escorregar por entre teus dedos, Ela te ensina a começar de novo, ela vai além de tua materialidade e carrega nos braços. Jesus amou muito sua mãe, levou-a pessoalmente ao seu reino, e fez dela rainha dos anjos no céu, e mesmo diante de todo carinho do santo filho, ela apenas se refere a nós como sendo serva de Jesus, a mensageira da boa nova, assim como outrora os discípulos de Jesus a seguiram também. Bom, espero ter transmitido minha alegria e deixo o mais terno abraço a todos nesta noite abençoada. Deus abençoe a todos, e que Nossa Senhora os cubra com vosso sagrado manto de amor.