domingo, 27 de novembro de 2016

A Santa Batalha

Bendito aquele que crê, independente de suas convicções pessoais. Eleva-te ao altar de teu Senhor, mostra-te humilde e cheio da graça, é hora de elevar-se guerreiros e não covardes. Àqueles que se submeterem a parcialidade de seus medos, resta-lhe a desgraça eterna, aos destemido cavaleiros do Senhor, força e fé pois teu Pai é contigo. Não existe morte para aquele que luta do lado da fé, existe a redenção e a glória. Ogum guerreiro, cavaleiro invicto das batalhas divinas, mais uma vez reúne seus nobres cavaleiros em busca da vitória divina sobre o mal. Ajoelha-te e pede a graça da verdadeira fé, ilumina teu espírito com a virtude do bom coração. Sede puro e ouve a trombeta da batalha a soar, são os cavaleiros a cavalgar ao fronte. Não relute, não minta a si mesmo, desembainha tua espada e ora oferecendo teu espírito ao Criador de todas as coisas. Estamos diante de nossos inimigos, àqueles que tremem diante da face do Senhor, mas que gargalham e desdenham diante de seus guerreiros. A fé não mais se substancia em orar, mas precisamos lutar, literalmente, com todas as nossas forças. Magos, feiticeiros e mestres da alta magia do bem, são conclamados ao fronte de batalha, não reneguem vossa origem ou vosso mestre, a vitória é certa e o futuro glorioso ao santo exército de meu Pai. Não somos mais três, somos um, Ogum nos lidera e o sangue inimigo derramará a penitência sobre suas existências.
Avante guerreiros da luz, Orixás se unem em um só brilho, o brilho da vitória em Deus.

Pai Boanerges de Ogum


sábado, 29 de outubro de 2016

Eu te chamo a minha verdade..

Clama a voz da injustiça, caem aos milhares inocentes da criação. Porque não vedes quanto adultera a obra de teu Senhor? Porque não vedes quanto teu orgulho tem maculado vossa caminhada? Ide pois agora, ter-se com teu espírito, buscai não na carne, mas no espírito as respostas que anseiam em teu peito mortal. Unifica as bençãos entregues ao teu redor, fazes as vezes de pacificador de corações. A forma pouco importa, mas chegai aonde a dureza humana não conseguiu atingir. Não podes buscar a verdade de onde sequer consegue ver-se em origem. Tua limitada visão é turva e cheia de armadilhas, sempre prioriza aquilo te imposto por costumes sórdidos e mesquinhos. Eis que choram os filhos recém-nascituros, não pela necessidade de sua chegada a esse mundo, mas por verem com olhos que ninguém tem, sentem na pureza de seu pequenino coração a amargura da perversidade. Lágrimas de misericórdia escorrem da face dos santos do Senhor teu Pai. Coros de criaturas celestes clamam ao amor pela última vez, tentativa desesperada de destruir a egrégora de condenação a que se entregou a humanidade. Muitas e muitas lamentações aos pés do trono supremo, mas a cólera toma conta do Criador, pois vê diante de si, o desgosto e a desolação, a morte e a concupiscência, o imoral e o insano. É impossível aos olhos do espírito não ver tamanha vontade de sabotar-se. Ajoelhar-se te trará reconhecimento apenas, saber que és tão pequeno diante da imensidão da criação. Mas a verdadeira redenção virá através de vossas mãos, quando a dor da fome sentida com a alma for curada, quando  o frio que enrijece os ossos for aquecido pelo tu amor, quando as lágrimas de desespero foram enxutas pelas palavras tuas vindas do Senhor, não em pregações pois isto deixe aos sínicos, que pregam com a boca e desolam com as mãos. Ao contrário, deixa que tua boca seja conduzida pela luz celestial, permita-se ser instrumento purificador e acalentador. Não queridos, não mais precisa teu Pai de convencer ninguém da sua existência e do seu amor, hoje Ele precisa da tua entrega, da tua vontade de servir a sua pérola mais preciosa, Ele deseja ardentemente que antes que se abata sobre a Terra o seu furor, consiga levar paz e consolo aos aflitos, as viúvas, aos inocentes de tenra idade. És sal da terra, fostes escolhido entre milhões para levar o amor, não se faça pervertido por tias próprias indecências. Sede ainda mais simples, sede ainda mais incisivo em suas ações, não com lástimas usurpadoras da palavra santa, mas com palavras de verdadeiro amor e caridade. Ide pois e sede a voz dos últimos dias, levai consigo a memória de um paraíso perdido, sede novamente humano divino.

Um amigo.
Por Boanerges Teixeira


terça-feira, 25 de outubro de 2016

Divagando sobre o Conhecimento

Até onde nossa arrogância mortal pretende ir? Porque desejamos tanto conhecer o indescritivelmente puro? Estamos constantemente fugindo de nossas raízes humanas, somos as novas "Evas" dos tempos modernos. Vivemos tentando comer do "fruto proibido", sem medir esforços, consequências ou mesmo calculando riscos. Ao homem foi dado o dom da inteligência sobre a criação, foi lhe dado discernimento para escolher o caminho mais acertado. Mas será que não há limites para esta busca? Já diziam nossos avós: "Tudo tem limites", ou então "Tudo demais é veneno", avisos simplórios de gente simples, modesta, mas que em seu íntimo sabe que há uma barreira que não se deve ultrapassar. Se vives contemplando a benção, porque arriscar a maldição? Será assim tão ruim viver em um caminho especialmente feito para nós, com amor e carinho? Não irmãos, não é ruim, somos infinitamente inconformados com o apenas " bom ", queremos sempre o melhor, e mais, mais, mais... fatalmente nos vemos tentando pular essa barreira do conhecimento e caindo do outro lado, machucando-se e sendo arremessado de volta de onde não deveríamos ter saído. Vale a reflexão para hoje, não tem haver com conformismo, tem haver com limitar-se ao imperfeito, somos imperfeitos, alguém duvida? Como o imperfeito entenderá as nuances do primeiro, do único absolutamente perfeito, daquele que gerou o ar que corre em teus pulmões. Jamais ocorrerá, e não tendo dúvida da perfeição do Senhor de todas as coisas, sabes bem que no instante que conseguires ultrapassar essa barreira, serás derrubado como se sopra um pena ao vento. Perderá a oportunidade de mais uma vez conviver com o perfeito, não ser ele. Lute contra essas amarras que te empurram no abismo da imoralidade científica e filosófica, sufoque esse sentimento de adulteração de tuas limitações, não é ruim ser limitado, ruim é querer ultrapassar limites que naturalmente te farão mostrar-se ínfimo diante das coisas celestiais. És amado justamente por ser pequeno, grandioso apenas aquele que te deu a vida.

Pai Boanerges de Ogum


quarta-feira, 19 de outubro de 2016

Mágoas, quais?

Custa-nos compreender o lugar do outro. Fazemos de nossas vidas eternas histórias incompletas, pela ausência de caridade no que tange aos irmãos de jornada. Quando o sofrimento é nosso, somos vorazes justiceiros dos outros e do mundo, somos doentes pela justiça que permitiu esse sofrimento. Mas quando o sofrimento é alheio, frases lógicas e soluções facílimas, não nos deixam compreender "porque sofrer por tão pouca coisa". Cristo nos disse: "Amai ao próximo como a si mesmo", mas na prática, fazemos pouco caso de tudo que não mexe com nossa pseudo tranquilidade. Veja como tua fé te conduz, seja coerente com suas orações, "...perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos nossos devedores". Se colocar no lugar do outro por breves minutos, pode te trazer benefícios imensuráveis à alma, é luz da misericórdia divina manifestando-se sobre teu corpo material. Vamos exercitar a caridade da alma, vamos repensar todas as supostas mágoas de nossos corações e acima de tudo, buscar solução ao vácuo de nossos corações, não engane a si mesmo, falta um pedaço e só a verdadeira caridade cristã te preencherá com o sublime amor do Criador.

Pai Boanerges de Ogum


sábado, 8 de outubro de 2016

Sinais dos Tempos - É chegada a hora...

Há tempos a humanidade foi avisada de suas iniqüidades, há tempos foram avisados do porvir, pois eis que o noivo caminha para encontrar-se com seu destino. Nada há mais de pedir por este plano, pois seu destino está selado, não foi por falta de misericórdia que rangerão os dentes dos inocentes e dos ímpios, não foi por falta de paciência que sucumbirão os maus à força criativa que os gerou. Os céus já não mais refletem o amor de vosso Pai, tornou-se verdadeiro campo de concentração de forças celestes a se preparar para a grande batalha. Nunca se viu tamanha destruição, desde a primeira chama de vida neste planeta. Nunca foram tão amados e instruídos, além do que mereciam, eis que agora chega a hora da prestação de contas daquilo que não fora cumprido de vossa parte. O calor queimará toda a maldade interior, as águas purificarão toda a falta de amor de vossos espíritos. Não podeis imaginar quão gloriosa é a carruagem que se prepara para a descida do teu Senhor, mas saibam que desta vez não virá em vestes brancas, mas em couraça de batalha. Mudará todas as definições de mal e bem, todas as zonas espirituais próximas ou relacionadas com vosso plano serão exterminadas e novos e grandes paraísos serão criados. Agora já não vos resta um tempo inteiro, o braço do Criador desce como marreta a pregar a verdadeira mensagem de justiça. Aos que ainda não ouviram, aos que ouviram e não compreenderam, aos que fizeram pouco de seus avisos deixo-vos a bandeira da redenção, não mais para abraca-la mas para observarem a grandiosidade de teu Deus. O Senhor tem em mãos a espada flamejante que cortará os dois últimos selos do livro da vida. Não há preparação possível e mesmo assim começarão a destruição de vosso modo de vida por si mesmos. Aos justos, jejum e oração, para que não sucumbam no último dia, não mais peçam por misericórdia, arrecadem forças para suportar o que há de vir. Protege com vossas vidas os escolhidos da Criação, não permitam que o mal se apodere de suas inocências. Ao contrário, ensinai a esses pequeninos a quem devem honrar em oração. Quando o homem pensar estar no controle, cairá grande bola de fogo do céu a queimar sua arrogância, não vos desesperes pois é impossível parar o braço de teu Pai, ao contrário, busca nesse sofrimento vindouro a oportunidade de te colocardes prostado de joelhos diante da glória celestial. Não haverá distinção de céu e Terra, vossas mentes arrogantes terão destruídas todas as teorias insanas que fazem pouco da perfeição da criação. Vossas inteligências nem de longe tem como conceber o tamanho da glória do Senhor, e muitos dirão: "O Senhor é mal", estes serão queimados primeiro. Ao escurecer daquele dia, busquem na proteção de seus lares a última oportunidade de resignar-se ao sofrimento profetizado, entreguem vossos espíritos àquele que os criou. Nem mesmo a chama prometida vingará naqueles dias que serão três. Apenas a luz dos pequeninos do teu Pai iluminarão a casa dos justos. Cuidai de vossos espíritos, pois vossos corpos já estão condenados. O inimigo tentará até o último suspiro humano arrecadar almas santas, mas sabeis que nada pode aqueles que vieram depois do único, daquele que não foi gerado mas gerou a tudo que podeis ver e imaginar. Estejais atentos oh justos do Senhor, sereis encaminhados a nova terra, onde poderão, longe da destruição necessária, reconstruir aquilo que foi puro em sua essência criativa. Mesmo os escolhidos que não cumprirem com essas orientações, serão dizimados. Oração e entrega, fazei de vossos momentos diários de meditação espiritual uma entrega verdadeira ao teu Senhor. A destruição pelos homens não será nada comparado a destruição pelo poder do Senhor, para que compreendam que nada sabem sobre os segredos da vida e do universo. Àqueles que como Tomé sobrepujam a sua arrogância aguardando aos olhos o momento do Senhor, olhai com vigor para o céu, verão quão inútil é tua inteligência adquirida com tua prepotência. Santificado sejam os lares dos profetas, purificados sejam os leitos dos escolhidos, suas vestes serão singidas com o sangue redentor. Eis que vos demos por esta a oportunidade de ouvir por uma última vez o clamor dos anjos pelo que há de vir, aos que tiverem ouvidos para ouvir que ouçam, aos demais terão na escuridão eterna entregues os vossos destinos.

Natanael


quinta-feira, 29 de setembro de 2016

Superação nas Feridas da Vida

Ânimo! Trago a todos a boa nova não tão nova. Tens um Pai zeloso e maravilhoso, que diariamente dá aquela espiada para ver como está caminhando. Tal como ensina teus filhos a andar de bicicleta, assim te ensina teu Pai. Cambaleia, treme de medo, cai e abre feridas, logo você corre para socorrer teu pequenino. Como é grandioso o dom do amor de Deus. Assim é com você, cambaleia nas escolhas da vida, treme diante do desconhecido, cai e abre feridas pelos caminhos mal escolhidos, eis que corre teu Pai a te amparar, enxugar-te as lágrimas e te colocar a pedalar novamente, não sem um: "Vamos filho, você tá indo bem! Você consegue!". Lembra quando você era o aprendiz? Seus pais diziam:"Não olha para trás, eu tô aqui!", quão grandiosa é a entrega e o cuidado do Senhor. Poxa irmão, qual ferida não seca e torna-se pedaço de ti novamente? É a perfeição do amor, que tal essa experiência? Na próxima vez que se machucar, que tal observar aquela feridinha? Primeiro coagula o sangue e param as lágrimas de dor, seguidamente forma-se uma camada fina para proteger de novas infecções, aí vem o grande arremate, cria-se uma grossa e áspera casquinha que antecede a regeneração completa, detalhe que a nova pele é mais limpa e mas forte. Ei irmão, que tal ser essa feridinha? Quantas vezes teve seu ego aberto como uma grande ferida, ou mesmo seu orgulho, ou ainda sua fé? Meus irmãos queridos, quanto amor doado a vossas jornadas diariamente, sempre te tornando mais forte e limpo diante das arestas que te feriram. Quantas vezes pensou em desistir mas coagulou o desânimo, inexplicavelmente, apenas cessou as lágrimas de dor, olhou-se no espelho e disse: "É hora de seguir!". Graças e bençãos são sempre despercebidas meus irmãos, já as feridas ganham sempre nossa maior atenção. Que tal se concentrar na "casquinha" que cedo ou tarde chegará? Vamos em frente e avante, nosso Pai tá atrás lembra? Ele jamais te deixará machucar-se além de tuas forças. Agradece olhando para o alto, chora mas de alegria, pois aquela ferida significa que és amado, que poderia ter se machucado grandemente. Todo dia é chance de novo recomeço, vamos além, vamos com fé, vamos com Deus!


sexta-feira, 23 de setembro de 2016

Meus olhos em outros olhos

Ir além daquilo que almejamos, caminhar mais calmamente observando a nossa volta. Idas e vindas não nos convencem, precisamos sempre do mostrar-se para que nossas palavras ecoem por entre os nossos. Lamentos e choros não mais submergem-se em lágrimas, ao contrário, no sorriso cínico e na indireta maliciosa nos vemos felicitados por prazeres mesquinhos. Um sorriso, um beijo, um carinho em um estranho, isso tudo demonstra o tamanho da tua tristeza, quando mostra com os olhos o que sente o coração. Vai além, busca na ternura alheia a atenção egoísta à tua presença, não vale o sentir, o merecer, o estar com alguém, mais vale a sensação de ser notado. E na escuridão da tua solidão, sente presente a brisa do amor divino, indescritível, inegável misericórdia para aquela tua ânsia em ser mais que alguém. Fecham-se os olhos, novamente a escuridão, o coração aflito pelo porvir, demente e doente, sua mente devaneia sobre os mistérios da criação. Eis que aquela brisa de outrora, te cerca como um abraço, na escuridão de teus olhos fechados vê um imenso, um enorme formigueiro. O que significa, o que esse vento maravilhoso quer me dizer? E no meio de tantas formigas pequeninas, reconhece uma, intranquila, irriquieta, franzina porém imperiosa, todas trabalham incansavelmente, mas aquela formiguinha insiste em perturbar a harmonia, em desfazer o perfeito, em irritar o caloroso funcionar de seus pares. Estranho, sinto-me tão parecido com esta formiguinha, porque brisa querida a me abraçar? Sopro suave sente em seus ouvidos, uma aliviante sensação de resposta, não só a ínfima pergunta, mas parece uma resposta para toda uma existência. A escuridão dos olhos fechados vai desaparecendo, o formigueiro vai sumindo esfumaçado, mas a brisa permanece lá, uma luz radiante encandeia o impossível, não dá para fechar os olhos, pois já estão. Da luz forma-se uma flor, que se distingue de qualquer outra que já tenha visto, beleza incalculável diante da miserável figura personificada humana na minha história. A formiguinha, era eu, a flor era meu Pai a me dizer "Estou contigo, vamos mudar?". Abrem-se os olhos, percebe-se que o que passou não pode ser mudado, mas um alívio no peito demonstra o início de um novo começo, uma nova história a ser escrita sobre as linhas do amor de Deus.

Ricardo Passos de Alencar
Pelo Médium e Sacerdote de Umbanda
Pai Boanerges de Ogum


quinta-feira, 22 de setembro de 2016

Cartas do Alto



Meu filho, não faça da tua vida desgosto para tua eternidade. Não culpe a minha memória pelas más escolhas que fizeste quando parti. Sabes bem que sempre te coloquei a caminhar pela estrada da fé. Foste renitente e mesmo sabendo que minhas palavras não soarão familiares a tua atual condição, digo a ti querido, ainda há tempo. Não te entregues, não faça da tua jornada mera passagem sem luz, não se coloque como algoz na vida alheia. Seja firme, seja carinhoso, estou aqui para te provar que nada daquilo que sempre cremos vira realidade. A única realidade verdadeira é o amor de Jesus por nós. Oro por ti diariamente e mesmo sabendo que ainda persiste em escolhas difíceis, peço a intercessão de Nossa Senhora sagradamente diária para ti. Guto meu bebê, lembra quanto vivemos em amor e lembranças, mesmo sabendo e te dizendo que amei-te em demasia, este foi meu erro, não te preparei para enfrentar a vida sem mim. Já me senti culpada por isso creia, mas hoje tento reanimar meu espírito te enviando boas orações e vibrações, tenho me tratado muito desde que parti do teu convívio. Não lembre de mim como a mãe relapsa que fui na sua educação, ouve aqueles que ainda te querem bem, ouve a tua avó, teus tios, tua namoradinha, que apesar de imatura tem bom coração e gosta de ti. Não sei se ainda poderei falar-te através desses amigos que me guiaram por aqui, mas saiba que te amo ainda mais, te amo ainda melhor e verdadeiramente. Reze filho, lute contra todas essas tentações que te seguem. Sou por ti e Deus também.

Da tua mãe coruja,
Maria das Graças Justino

Pelo Médium e Sacerdote de Umbanda
Pai Boanerges de Ogum


terça-feira, 26 de julho de 2016

Mensagem de Nossa Senhora, Maria Santíssima

Filhos queridos, compadeço-me das vossas dores, temo pelo que virá sobre todos neste plano, pois não ouviram minhas rogativas. Quanto orei por vós pequeninos, mas ensurdeceram-se pelo orgulho que os tomou como inimigos de vossa própria salvação. Choro lágrimas de sangue e permaneço de joelhos aos pés do Senhor para que tenha misericórdia de vós. Quanto queria que no último momento se entregassem em meus braços, dói demais vê-los passar por tudo que há de vir. Não duvideis meus queridos, a misericórdia de Nosso Senhor Jesus Cristo é suprema, mesmo com toda a maldade espalhada sobre sua criação. Confiem e permaneçam convictos de vossos chamados. Não vos entregueis nesse derradeiro momento. Estou convosco e o Senhor está comigo. Não sei quanto mais poderei segurar o braço do Pai, por isso arrependei-vos e clamai por sua santa misericórdia. Orai pela humanidade, pelo vosso país e por todos os irmãos sofridos. Lembrem sempre que o medo os tocar, eu estarei sempre ao vosso lado.

De Vossa Mãe.


domingo, 17 de julho de 2016

Ser ou não ser, eis a minha perdição....

Procurem cada um em si, a fonte que serve de abastecimento ao mal. Não se engane, o mal está em ti, por mais que não queira crer, pois senão o que seria o universo sem o equilíbrio? O grande problema está em subjugar as sombras e prevalecer a luz. Sabe, fácil é julgar a vida alheia, mesmo nosso amados de sangue humano, difícil é compreender a sua missão. Mas como, se não se esforça para compreender a sua? Por vezes necessitamos de confirmação, de visão, que Deus em sua infinita bondade se faça visível ao nosso orgulho...e nem assim viu. Difícil é cuidar da nossa própria evolução, esquecer um pouco a caminhada alheia e nos preocupar com nossas fraquezas, com nossas dificuldades em ser menos para que Deus seja mais em nossos destinos. Buscar nossas soluções ao invés de alimentar ciúmes, inveja, sentimento de posse sobre a vida alheia, isso sim é um grande desafio que poucos vencem. Que bom seria se conseguíssemos cegar nossos olhos quando olhássemos para outra vida que não a nossa. Mas aí seria muito fácil, muito pouco esforço é o que queremos, e assim caminhamos rumo ao desconhecido plano do Senhor. E quando chegar o grande dia, nada de reflexões, nada de arrependimentos, tudo em falsidade carmica para tentar salvar-se no último segundo....que pena, não vai funcionar, e que Deus tenha misericórdia de todos nós.


sábado, 16 de julho de 2016

O que Deus espera de mim?

video

O que temos de mais valioso hoje? Se já parou para pensar, sua resposta será algo que, com certeza, gerou, construiu ou planejou com carinho e cuidado. Pois em verdade hoje te digo, o que tendes de mais valioso não podes ver, sequer tocar, e como medir, avaliar isso? Não podes querido, pois estás cego pela tua ignorância, pela tua falsa sabedoria onde acha que sabe o melhor caminho, a melhor decisão. Hoje venho a ti que lê esta mensagem, dizer-te que nem teu corpo te pertence mais, o que dizer do tempo, da natureza e de teus feitos adquiridos por tua inteligência. Pois sejais sábios já, e vedes quanto nada tens senão os tesouros do espírito, nada mais palpável. É chegada a hora, e nesses tempos que estão sobre vós, nada podes pedir em graça, apenas em perdão, redimir-se ao menos espiritualmente, confessando ao teu Pai, e somente a Ele, todos os teus fracassos quando não o ouviu. Coloque-se em prontidão quanto à sua mente, pois não é lá que reside seu Pai, é no coração que Ele tem sua morada. Tão perto, ao mesmo tempo tão longe para ti, incontáveis vezes te chamou a conversar sobre tua vida, te aconselhar sobre maus caminhos, e o que fizeste? Ignorou, fez-se de rogado dizendo para si: "A vida é curta, vou é viver bem...". Bem verdade, tua passagem por aqui é curta, só não contes com a "Vida", pois ela não existe sem teu Deus. Se mesmo assim ainda insiste em proclamar vitoriosa tua vida e tuas escolhas, parabéns! Não te preocupes com o porvir, pois tua recompensa já recebeste por cá, nada mais há de receber em promessas.
A luz e para todos diz o ditado vosso, e eu digo-vos, a luz é para os escolhidos do Senhor, e muitos ficarão espantados ao ver que nem sempre o religioso é aquele que foi preferido pelo Pai, mas aquele que manteve em seu coração o seu amor.

quinta-feira, 14 de julho de 2016

Desafio de Gigantes

Vamos prosseguindo com nossa fé e confiança em Deus. Muito lemos em nosso cotidiano sobre Deus, sobre sua palavra e suas nuances. Mas será mesmo a Santa Palavra apenas mais um livro de época? Será mesmo que serviu apenas para as pessoas que viveram aquele período, e para nós é apenas mais uma historinha?
Meus irmãos e amigos na fé em Cristo, por muito tempo divaguei sobre teorias, conspirações de dominação e tudo mais acerca da palavra de Deus. Passei anos a fio tentando compreender o incompreensível, tentando entender como alguém pode nos amar tanto a ponto de se entregar na cruz, apenas para que não sofrêssemos mais que o necessário, para que nossos erros do passado fossem apagados. Percebi que temos essa resistência natural, de receber amor quando este nos é dado em demasia.
Ao longo do tempo fui percebendo que a palavra de Deus, a Bíblia, é um livro atemporal, que nos serve em qualquer tempo, em qualquer aflição, em qualquer alegria. Somos infelizes quando não nos reconhecemos falíveis, quando pensamos saber o que é melhor para nós, e a palavra de Deus foi um bálsamo de luz que me despertou o melhor de mim, me fez sentir-me ainda mais amado com doces conselhos que aprendi a ler na palavra Dele. Sentimos, por vezes, solidão e desamparo quando o sofrimento bate a nossa porta,  e esquecemos que Ele sempre está ali, sentadinho esperando para te ouvir, compreendendo tuas limitações, te ensinando através da palavra Santa como superar aquele momento. Agora faço a todos um convite, vamos conversar com Deus? Vamos escolher um breve momento do dia, nada mais que dez minutos, e vamos abrir a Bíblia, independente de onde abrir, onde seus olhos baterem, leia! Ao terminar reflita sobre o momento que está passando e veja se foi respondido ou não. Deixo a paz do Senhor para todos.


terça-feira, 12 de julho de 2016

Caminhando com Deus


Para onde vinha nossa fé? Ser isso ou aquilo, professar dogmas os mais diversos, quantas e quantas orações, mas e depois? Que rumos traçamos para este mundo, que visivelmente caminha para destruição. O universo é equilíbrio, nossas sobras interiores desestabilizam o meio, a natureza, a convivência com os nossos. Relutamos diariamente contra a voz magnânima que nos chama à mudança, ao novo, sem egoísmo ou orgulho. Pensamos em Deus como algo inatingível, nos restringimos a santos, entidades e tantos outros seres de luz que realmente nos auxiliam bastante por aqui. Quando não é espiritual, nos apoiamos como muletas em pastores, padres, pais e mães de santo. Em verdade, escoramos nossa fé no visível, no palpável, nos esquecemos que o mais importante é totalmente invisível, singelo e simples: Amar. Pois digo a todos, Deus em sua infinita sabedoria nos chama à nova fé, independente de religião, buscando a Ele ainda mais fortemente, sentindo sua mão a afagar-nos o coração e a cabeça. Nada muda na sua religião, o que muda é você, procure esquecer-se por alguns dias dos mandamentos ou dogmas que regem sua fé. Crie a sua própria fé, vendo em Cristo a luz que iluminará teus caminhos, buscando ouvir o que ele quer de você. Ele fala povo de Deus, basta saber ouvir, seja através de um estranho, de uma frase em outdoor, ou mesmo em um jornal que viu ocasionalmente. Mas advirto-vos, nunca diga "A Deus já alcancei...", não seja sabotador da sua ligação com o Criador. Busque, sinta-se ignorante, seja inocente como uma criança, ouça teu Pai, pois é iminente seu clamor aos nossos corações. Não se aflija com as respostas que tiver, lembre-se "Seja feita tua vontade, assim na terra como no céu". Pois então, deixe que ele te conduza, não hesite, faça! A angústia passageira passará, e novos caminhos se abrirão diante de ti.
Que a paz esteja com todos.

domingo, 22 de maio de 2016

Caminhos que vão além


Caminhar é estar pronto para receber a benção e o trabalho. Não chores se caires, ou se alguém te machucar. Caminhe, apenas caminhe, sinta-se amado a cada passo, a cada pedra superada pela estrada da vida. Teu Pai nunca deixou de olhar por ti, mas precisou deixar que aprendesse sozinho, Ele sabia que seria mais duro adiante, precisou te treinar com ainda mais força. Não penses mal de nenhum de teus algozes, eles também cumprem papel importante no teu crescimento. Escolheram ser a pedra que te faria crescer, isso também é amor, mesmo que a ignorância da carne não os permita enxergar, mas você deve enxergar. São tantos bons e sagrados ensinamentos, tantos bons espíritos e excelentes tutores espirituais, não se entregue você as amarras da tua inocência carnal. Vede quão belas são as bençãos em tua vida, apesar de poucos, incomparáveis momentos que o amor se manifesta sublime, resiste, luta! Busque a paz interior sem precisar que outros a forneçam para ti, não precisas de ninguém, apenas de ti. E logo teu Pai, ciente dos teus progressos, voltará com toda a força e alegria a segurar-te as mãos, carregará a ti nos braços, não mais porque precisa, mais simplesmente porque te ama. Sede paciente, o aprendizado se finda, quando menos perceberes o bálsamo de luz divina irá invadir tua alma, o alívio do justo se fará sentir em tua expressões, em teu corpo e não haverá mais dores, apenas luz. Sim, estaremos em concurso de vossos aprendizados e sempre que pedires estarei aqui, a passar um pouco de alento e conforto entre as batalhas que seguirão. Que seja feita a vontade do Senhor e seja abençoado hoje e sempre.

Marcos Trevisan

domingo, 14 de fevereiro de 2016

Sinais dos Tempos 12



Porque não escutam? Insistem em não escutar a minha voz, faz de meus desígnios coisas que se pode esperar para outros tempos. Digo-te em verdade, o tempo que conhecem nem mais está sobre vós, não pertencem mais a criação. O Criador de toma toda sua existência, toma a todos vós. Toma o que criou de volta e com tudo o seu livre arbítrio. E foram vistos os tempos de provação pelos olhos dos instrutor, mas tu cego pelas tantas coisas que toma por necessárias em matéria, esqueceu o que sustenta o espírito. A todos digo que o ar que invade vossas intranhas não pertence a vós. Não é parte de tudo que acha que pertence a ti. São todos vós cheios de primeira vontade. E não sabes ou não querem entender que as vossas vontades vêm depois da minha. Eu o teu Deus. Eu o teu Pai, te escolhi, te chamei pelo nome. És escolha minha, não faz de ti um dos injetados do meu rebanho. Ouve filho a minha voz. Atende a teu Pai e herdara o meu reino que vem sobre a terra. Olha para o alto, não há mais lugar para a habitação das minhas coisas, mas sim toda a terra estará em meu reino e meus altares proclamarão só a verdade. Minha luz será verdadeira sobre os que escolhi. Não aponta o dedo para quem proclama minhas promessas, pois digo-te em verdade, que todo aquele que por mim fala, por mim também foi escolhido, és predileto. Porém aqueles que estão sobre a terra para levar a minha voz, encontrarão graça diante de mim e por causa disso serão perseguidos. Não sede vós mais um dos perseguidores, não toma as vezes do acusador. Pois todo aquele que se levanta nesses tempos contra um irmão que eu chamei, estará condenado ao convívio do acusador de vossas almas. Naqueles dias que serão três, que tua esquerda não esteja ocupada pelo inimigo, e que tua direita seja a companhia dos que enxergaram a minha glória. Eram 121 mil aqueles tantos que coloquei a mão sobre suas cabeças, mais ainda 144 cabeças se esconderam-se como Natanael na figueira. Olha pra mim filho, não tenhas medo, sou eu teu Pai, toco teu ser e te mostro as verdades dos dias de tua criação, e como te prometi não será por ti nada sofrido. Não perecerá na morte findoura teu espírito, porque eu mesmo cuidarei da tua tutela, te acompanharei em meio a devastação e as pedras que caem do céu, e te levarei ao mais alto monte para te mostrar a renovação do teu reino junto a mim. porque aquele que me segue e ouve, reinará comigo, reconstruirá o mundo e verá com olhos divinos o milagre da criação. São agora menos de dois os tempos que estão sobre vós e ainda tens medo. Pega tua botija, tua veste e saia a pregar, não esconde a luz sob o alqueire. Não há tempo de medo, eu te asseguro, serás vencedor. A voz que ressoa sobre o mundo e clama a tua remissão é minha, a presença angustiante é minha para te mostrar que naqueles três dias sentirão muita dor pelos que se escondem da minha graça. As dores estão sobre todos vós meus filhos e eu quero alivia-las com a certeza da vitória. Porque serão pavorosos aqueles tempos porque todos escolheram ver esses tempos, por que viram e calaram,por que não quiseram participar da obra. E eles ficaram sem nada, e todas as sobras foram por mim colhidas, para que entendam a verdadeira fome. Pois não ouviram que não era de pão que vivia a minha criação. Não terão nada porque olharam com desprezo tido que vos dei de valor. Aqueles tostões de nada valem para comprardes as coisas do meu paraíso, só o amor que vos dei seria sua moeda, mas tu não entendeste.  Usaram a sabedoria permitida por mim para desafiar a minha grandeza e assemelharam-se mais com o meu traidor. O que mais parece a face da minha criação agora até para vós que sois pequenos em sabedoria do universo? Digo-te em verdade, que todo aquele que se assemelha a mim tem no coração as minhas palavras. Ouve a minha voz e contempla a minha face. Se compara ao vaso e deixa que Eu teu oleiro molde toda a tua matéria e espírito, todos os dias da tua vida. A semelhança com minha face está nos teus olhos obstinados à prática das minhas coisas. Coisa alguma vos abate, desvanece e perseguem a promessa do reino. Ele vive em mim e Eu nele. E ele se reconhece por minha morada. Não profana o teu corpo, não sucumbe aos desejos da carne, não vê no sangue justiça e olha com amor todos os meus pequeninos. Abomino, expulso do meu reino, de diante do meu trono todos os que se entregaram ao mal e abraçaram a grande serpente. Ela se disfarça de divina e se põe como pai da minha igreja. E não foi a Pedro que dei a minha chave? Ele e somente ele ligaria na terra o que fosse ligado no céu, e desligaria no céu o que meu escolhido desligasse na terra. Mas foi o tempo em que Pedro conseguiu arrecadar sucessores e a escolha do meu herdeiro foi tomada por vós, e não mais do que Paulo tiveram tempos de verdadeira igreja. Depois disso o perseguidor aproveitou-se da vossa vontade de me superar. Todos vós que olham para o monte estão cegos e vossas cabeças banhadas pelo sangue do perseguidor. Porque escolheram ver com os olhos e cegaram o espírito. E naqueles dias abandona o conforto, tem em ti e para ti somente as poucas vestes a que precisa, que nada mais de supérfluo seja amado por ti. Espera em mim como os pássaros dia após dia. Canta o meu nome como o trovador do reino eterno, que liberta o som de minhas trombetas, para que todos ouçam que meu reino vem sobre a terra e não mais sentiram sede ou fome, não mais necessitarão esconder-se, pois eu serei vosso abrigo. E nesses dias Ele mesmo, o teu Pai quis que ouvisse essas coisas para que Ele pudesse contar contigo no número de escolhidos. Ouve e caminha a propagar a voz do teu Pai que clama por tua penitência. Louvado seja o Altíssimo que vem a terra em glória para encaminhar as suas ovelhas.

Natanael

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

Sinais dos Tempos 10



Porque era hora de se ver todas aquelas coisas. Entender de onde virá o grande ruído. Foi a ti mostrado o massacre do Reino que cruza sete colinas, mas era ainda tempo para que buscasse entender essas promessas. E ali viriam os três tempos, sobre os sete montes era visto a riqueza do reino do mundo e de lá foi destruído o reino do Pai sobre a terra. Porque não enxergaram as promessas, não ouviram o som que bradou o céu, os sinais se espalharam pelo globo, e foi tomada a casa de Deus. Muitos marcados pelo falso sacramento e pela marca secular da fera que tenta usurpar o trono. Eles caminharam pelas sombras e esqueceram de onde vem a luz. Porque não quiseram seguir a humildade, entregaram à Jesus o filho de Deus pela segunda vez, são os traidores como Judas e eles agora são perseguidos pelo mal e a destruição. Partirá do alto Monte o grito de pavor, soará por todo o globo o clamor dos feridos que serão confundidos pelos maus, entre eles morreram os 15 mil, estes que mentiram, usaram o nome do cordeiro em coisas vãs e para a sua própria glória. E a águia que jamais imaginava-se ser abatida cairá, os moedas de suas trocas irá valer como a palha. O grande urso correrá para devorá-la, ele será impiedoso, viram outros dois animais que deciparam a cabeça da águia e perseguiram ao urso por seu poder. E estas coisas se verão por causa de toda iniqüidade, a queda do monte será o sinal. Por todas as nações do globo será ouvido o clamor dos pequeninos abatidos por causa dos venenos dos ares, eles serão exterminados e a terra será velha, mas Deus permite o mal para que sejam devolvidos à eles a graça do coração dos inocentes antes que venha o grande castigo. Será o mar pintado em sangue o céu em carvão e púrpura quando for ouvida a voz do Criador tomando de volta o que foi dado ao homem. E então muitos verão que não foi em vão todas as vezes que clamaram os céus. As coisas do Alto serão vistas na terra, e a treva tentará mais vigorosamente combater a luz que será açoitada por três dos sóis que não mais será visto na terra. E Santa Cruz sofrerá a entrega ao poder do mal e não mais será a predileta de Deus, pois pior que Sodoma se tornou e manipulou o que era de fato a verdade e transformou em promiscuidade e ódio. Ela foi para longe de Deus e todos os que vestiam branco agora se tonaram pelo carvão das sobras do inferno. Foi por essas coisas que teu Pai te avisou que o reino será tomado nos tempos em que são três. Para que houvesse o preparo dos escolhidos, suas sementes de luz plantada na terra que se rendeu a treva. Vai avisar aos que querem a salvação. Reveste- se da cruz da salvação a verdadeira, não a de ouro, vendida sob comércio para a glória dos homens que escolheram entregar o mestre pela segunda vez. Então naqueles dias tua casa e os teus serão protegidos de todo o mal, nenhum antigo mal se levantará sobre ti, todas as fontes serão tomadas pela graça de Deus para que Tú bebas o alimento para sustentar teu corpo, se multiplicará  tudo que tiverdes para que seja sustento da tua casa. Mas lá fora não haveram nem sobras e muitos comeram de suas próprias carnes para não morrerem de fome, beberam de fluidos de seus corpos e mancharam ainda mais a suas almas. Estes não são os meus, desconheço os que me traíram e acreditaram no falsário que caminha em vestes brancas e mostra no rosto a humildade para usurpar meu trono. Meus filhos são todos os que o coração não deixou que ficassem cegos diante da treva e eles estaram comigo no meu reino. Então eu te direi que a terra será tua e de tua descendência depois do grande castigo... Serão os obreiros, serão construtores do novo mundo que não mais será de prova ou remissão... Porque naqueles dias foram levados al fogo do inferno todos os maus, foi dissipado o fogo que tentava incendiar todos os filhos de minha criação. Não haverá mais medo e tudo será entendido pelos meus  escolhidos, eles serão comigo e eu com eles. Ouve minha voz e aceita o som da trombeta e toma tudo que tens e os teus para se refugiar..
E estarei convosco até que tudo esteja terminado. E foi assim que Ele se pronunciou ao seus  escolhidos ... Para que fossem preservados.

Glória e louvor aquele que toma suas ovelhas para que não sejam atingidas pelo mal. O grande pastor colocará à todos de baixo de suas vestes e nada por eles será sentido, somente a hora de estar com o Pai.

Em nome do Criador e pela Criação

Azzarel