quarta-feira, 28 de maio de 2014

Deus é contigo



"Eu não vim pelos justos, mas vim para resgatar os pecadores...". Jesus é como o bálsamo diário para tuas culpas e sentimentos de auto-acusação. Ninguém consegue ser perfeito, consegue-se, quando muito, ser o melhor de si, e isso já é muito difícil. Os erros cometidos durante esta jornada, fazem parte da condição em que vos encontrais, preocupa-se muito em acertar e esqueces de objetivar ser o melhor de si. Realmente tens um problema quando erra consciente, mas essas fraquezas também são esperadas desta condição pesada, saturada de maus pensamentos e influências. Buscai sempre a inocência de uma criança, tens as leis, procura meditá-las diariamente, mas incute-as no teu dia a dia naturalmente, sem exacerbá-las, Ninguém te condenará, serás mais feliz e liberto dessas amarras que te prendem à existência não divina. Busca em Cristo sempre a orientação necessária, não renegas nenhum bom conselho de tuas orações. Temos sempre mania de enaltecer pensamentos impuros, e os mais íntimos e sagrados menosprezamos achando "que é coisa da nossa cabeça". Sim, as palavras de teu Pai sempre serão brandas e singelas, quase imperceptíveis aos teus ouvidos mal acostumados, mas precisa aprender a ouvi-lo, precisa acostumar-se a priorizar aquele pensamento "brega e fora de moda", mesmo que riam de você. Quantas e quantas vezes já teve vontade de orar no meio de seus amigos, e não o fez por vergonha, para não te rotularem de fanático. Quantas e quantas vezes já teve vontade de conversar com alguém sobre Jesus, e não o fez para que não rissem de ti. Quantas e quantas vezes teve vontade de estender a mão a um doente na rua, e não o fez para que não falassem de você. Isso é ser criança, correr riscos, fazer sem a preocupação do que vão falar. Errar na inocência de seguir um bom pensamento ou intuição. Essa é a voz de Deus, é o mais simples e maravilhoso gesto de carinho com um filho, como quem diz: "Vai filho, estou contigo, ajuda esse teu irmão doente...". E na roda cármica de nossas dúvidas, nos comportamos tal qual crianças teimosas e envergonhadas de ter um Pai. Talvez porque este Pai não se exibe, não mostra o seu poder diante dos teus inimigos, todos tem que ver, não é mesmo? Mas ninguém nesse mundo inteiro te ama mais que Ele, ninguém se preocupa com as mínimas coisas do teu cotidiano, ninguém se preocupa com cada pequena lágrima que verte de teus olhos angustiados. E te deixo com Ele: "Meus queridos, já vos disse em demasia o quanto vos amo, se não vos falo abertamente, é por lhes amar demais. Quero que explorem o melhor dessa maravilhosa viagem que lhes dei. Quero que suas experiências te tragam mais sábios, mais mansos e amorosos. Preciso de vocês mais que imaginais, e sofro, sofro muito por cada queda. Lembrem-se sempre, eu respiro com vocês, eu oro com vocês, eu choro com vocês, eu sorrio com vocês, eu sou vocês, desde o princípio e para toda a eternidade. Adoro quando me chamam de Papai do céu, fico muito envaidecido por ter criado teu coração, e sei que aí tenho uma morada eterna que me faz parte de ti. Peçam sempre, estou aqui ouvindo vossos clamores, e tenham a certeza, te dou sempre além do que me pedes, apenas tua inocência não permite que vislumbre a minha graça. Fiquem em paz, e não se esqueçam de mim, pois eu me lembro de vocês sempre".